Registro Histórico dos Primórdios da Família Bello na Espanha

Pesquisando as origens do nome Bello, descobri que na Espanha existe uma região onde existem diversas torres na província de Teruel, sob a jurisdição de Calamocha, na planície de Gallocanta. São sete torres localizadas em uma planície onde originalmente haviam igrejas e catedrais erguidas em nome de Santos Católicos e dedicadas as famílias dos que lá habitaram há quatro séculos. Com o passar dos séculos os templos e catedrais se deterioraram e ruíram mais as torres ficaram de pé como uma testemunha viva da existência destes povos no passado. Entre estas torres há uma dedicada a família Bello. 

Estas informações foram publicadas por Ignácio Calvo Berbegal, escritor espanhol, com o título de “Los Peirones de Tornos” que traduzido é “Os Limites de Torres” publicado no ano de 1988 na revista “Xiloca” de publicação espanhola. A matéria completa está na revista n° 2, nas páginas 45-58.

Há um site espanhol que divulga estas informações com o título de "Los Peirones en Aragón" que traduzido é "Os Limites em Aragón". Se desejares ler a matéria e ver as imagens da torre dedicada a família Bello e as dedicadas a outras famílias clique aqui.

Torre do limite de San Juan pertencente a família Bello

O relato sobre a Torre do limite de SAN JUAN é a de número 3 do texto a que nos referimos acima, e sobre a qual Ignácio escreveu dizendo:

“É uma das mais interessantes - por causa do lugar onde está localizada, e principalmente  porque nela encontramos uma inscrição em pedra com o nome da pessoa que a dedicou e o ano em que foi construído - 1683.”

Pertenceu a família Bello.

Esta Torre está situada na chegada ao lugarejo que se chama Bello, passando pelos pequenos montes. Foi construída ao pé do monte da colina onde fica o Convento da Virgem de Olmos, a cerca de setenta anos antes da construção do Convento da Virgem de Olmos, que foi concluído em 1750.

Desta torre pode se fazer uma avaliação dos termos pois dali se tem dimensão da totalidade da planície de lagoa de Gallocanta e se avista quase todas as Torres. Antes da construção do convento, esta torre era a única construção humana, a partir de Castillo, que servira de orientação para se localizar as partes de toda a planície de Bello, as Cuerlas, Gallocanta e Berrueco.     

A torre do limite de San Juan foi construída com pedras e ladrilhos e o gesso ficou preservado com a sua queda. Na pedra que serve de base à cabeceira de ladrilho, debaixo da urna do oratório, se pode ler parte da inscrição que diz: SUZANA ABAD 1683. 

Numa parte que tivera sido coberta de gesso, puseram uma fecha de restauração onde se ler o ano e os números em algarismos romanos: “ANO 1913”.

VOLTAR