À Família Bello

 

A beleza que deslumbra
A bruma branca do mar
É a mesma que dá brilho
Às estrelas do luar...
 


A beleza que cintila
No olhar de uma criança
É a mesma que acende
A chama da esperança...
 


A beleza que desperta
Com a luz da alvorada
É a mesma que aquece
O coração da amada...
 


A beleza que entrelaça
Essa família tão bela
É a moldura que abraça
A pintura de uma tela...
 


E se o BELO com um L
Nos envolve com emoção,
Com dois LL é covardia,
É múltiplo de harmonia,
De paz, de amor, de união...
 
 

 

Poema dedicado a família Bello por ocasião do encontro do dia 01/04/2006 em Juiz de Fora.

Antonio Manoel Abreu Sardenberg

 

Todos os direitos reservados ao autor

VOLTAR